Como Plantar Hortelã

A Hortelã é uma planta que possui inúmeras finalidades. É utilizada como tempero, aromatizante, extração de óleos, planta ornamental e com finalidades medicinais. Desta forma tornou-se uma das plantas mais utilizadas do mundo. Ela se desenvolve muito rapidamente e suas raízes tendem a se alastrar com facilidade. É interessante que ela seja controlada, sendo desbastada quando necessário, evitando que danifique outras plantas.

Como Plantar Hortelã

Uma medida interessante para plantações caseiras é fazer o cultivo em vasos ou jardineiras. Também é conhecida como menta. Existem diversas espécies existentes ao redor do mundo, estimando-se em mais de 600. Isso faz com que seja difícil distinguir as espécies, subespécies e cultivares, porém podemos destacar algumas.

Principais variedades de Hortelã

  • Mentha spicata: Conhecida como hortelã-comum, hortelã-das-hortas, hortelã-verde ou simplesmente hortelã. Esta variedade atinge de 30 cm a 1 metro. Possui flores brancas ou rosadas e uma grande variedade de folhas. Usa-se como condimento, aromatizante, e como chás e bebidas medicinais.
  • Mentha aquatica: Conhecida como menta-aquática, hortelã-dos-ribeiros ou hortelã-da-água. Cresce próximo a cursos de água, atingindo cerca de 90 cm de altura. Possui flores pequenas de cor rosa ou lilás, sendo utilizada especialmente para fins medicinais.
  • Mentha x piperita: Conhecida como hortelã-pimenta. É um híbrido originário do cruzamento entre a Mentha aquatica e Mentha spicata. Atinge de 30 cm a 1 m. Possui floras verde escuras, com flores rosas e púrpuras. Utilizada como condimento, aromatizante, na forma de chás e bebidas medicinais. Também na obtenção de óleos essenciais, especialmente o mentol. Possui variedades como o hortelã-chocolate e hortelã-pimenta.
  • Mentha arvensis: Conhecida como hortelã-brava, hortelã-doce e hortelã-japonesa. Atinge de 10 a 60 cm de altura. Possui flores brancas, rosas ou lilases, sendo utilizada como condimento e para fins medicinais, sendo a principal fonte de mentol.
  • Mentha pulegium Conhecido como poejo, chegando até a 50 cm de altura. Desenvolvendo-se em lugares úmidos, especialmente próximos a cursos de água. Possui flores rosadas, sendo utilizado como planta medicinal, condimento, aromatizante, repelente de insetos e no preparo de chá e outras bebidas.
  • Mentha suaveolens: Conhecida como hortelã-maçã ou hortelã-brava, atingindo de 40 cm a 1 m de altura, com flores brancas, rosadas ou lilases. A principal finalidade é para uso medicinal, condimento, aromatizante e como planta ornamental.
  • Mentha cervina: Conhecida como hortelã-da-ribeira, chega a ter 30 cm de altura. Suas folhas estreitas são de cor verde-escura e as flores brancas. Usado para fins medicinais e como condimento.
  • Mentha longifolia: Conhecida como menta-silvestre, consegue atingir de 40 cm a 1,2 metros, possuindo folhas compridas e estreitas. As flores podem ser roxas, brancas ou lilases, sendo utilizada prioritariamente para fins medicinais.

Onde plantar Hortelã

O hortelã é uma planta que prefere o clima temperado, ou seja, ameno, sendo que eles suportam temperaturas bem baixas, desde que não se congelem. Existem variedades, como a Mentha arvensis, que suportam temperaturas mais altas. Ventos fortes podem prejudicas as plantas, especialmente as que crescem mais.

Se adapta bem a locais bem ensolarados ou com sombra parcial, desde que tenham uma grande luminosidade. O solo para seu cultivo deve ser bem fértil e rico em matéria orgânica, sendo mantido sempre úmido, sem ficar encharcado. Essa regra não vale para todas as variedades, como por exemplo, a Mentha aquatica, Mentha pulegium e a Mentha cervina, que podem ser cultivadas inclusive em locais encharcados.

Como conseguir mudas de Hortelã

O plantio é bem simples, basta retirar pedaços de ramos saudáveis e bem desenvolvidos, ou pedaços de rizomas com 2 a 3 gemas. Faça o plantio diretamente no canteiro ou local definitivo, ou então pode-se fazer mudas, transplantando-as quando atingirem uns 15 cm de altura. Indica-se um espaçamento de 30 a 40 cm entre as plantas, conforme a variedade escolhida.

Também é possível fazer o plantio através de sementes, porém isso não é recomendado, uma vez que é difícil saber as características que a planta terá quando adulta, já que a hortelã consegue facilmente cruzar entre as variedades. Ela também poderá enraizar se os ramos forem colocados em um copo com água.

Cuidados ao plantar Hortelã

O principal cuidado a se ter no cultivo do hortelã é manter o controle sobre a planta, caso faça o cultivo em uma horta, juntamente com outros alimentos, já que ela é muito invasiva, e tende a se espalhar rapidamente, tomando conta do local. Em plantações pequenas, ou em sua casa, o mais indicado é fazer o plantio em vasos ou jardineiras, desta forma ela ficará sob controle.

A variedade Mentha pulegium, conhecida como poejo, possui muito óleo essencial chamado pulegona, que é tóxico, por isso seu uso deve ser moderado. Você pode fazer adubação com esterco de bovino, e na sua falta pode-se utilizar esterco de aves, porém coloque pouca quantidade. Adube sempre que perceber que a planta não está se desenvolvendo bem ou então quando ficarem com com folhas amarelas.

Quando colher a Hortelã

Faça a colheita quando as plantas estiverem bem grandes e vigorosas, aproximadamente 40 a 50 dias após o plantio no local definitivo. Quando elas estão florescendo ficam com sabor e aromas mais fortes, por conta da alta concentração de óleos essenciais. Você pode colher as folhas que precisar ou então cortar a ponta das hastes, deixando umas 2 ou 3 folhas na parte inferior. Geralmente o pé de hortelã se mantêm produtivo por uns 5 anos, devendo então ser replantado. Veja como plantar Manjericão.

Segredos de uma horta produtiva!

Coloque seu melhor email para receber gratuitamente as melhores dicas e informações para que sua horta/pomar fique mais bonita e produtiva!

Loading...

Deixe a sua opinião

Comentários